A construção, única na cidade com interior e exterior projetados pela arquiteta iraquiana-britânica, tem inauguração prevista para o próximo ano

As linhas curvas, que parecem desafiar as leis da gravidade, e o desenho arrojado característico de Zaha Hadid (1950-2016), fundadora do escritório de arquitetura que leva seu nome, tomam forma em um de seus últimos projetos, o Opus. O prédio de uso misto abrigará o hotel ME, da rede Meliá, além de escritórios, restaurantes e um bar no terraço.

Enquanto um dos lados da fachada parece deixar um vão aberto no edifício, em outro ângulo, vê-se duas torres interligadas por uma passarela a 71 m do térreo. Zaha, que estudou na Inglaterra e é identificada com a corrente desconstrutivista da arquitetura, também assinou o projeto de interiores do empreendimento. Nas imagens disponibilizadas pelo escritório, que continua a operar em Londres, é possível observar os traços curvos da profissional no lobby, nos quartos e nos banheiros do hotel. Em 2004, Zaha Hadid foi agraciada com o Prêmio Pritzker de Arquitetura pelo conjunto de sua obra, tornando-se a primeira mulher a receber o título internacional. Em 2015, quebrou a hegemonia masculina ao ser laureada com a medalha de ouro do Instituto Real de Arquitetos Britânicos. De Bagdá para o mundo, ela, que era fã declarada de Oscar Niemeyer, continuará sendo exemplo da boa arquitetura contemporânea.

Fotos: Laurian Ghinitoiu.