A atmosfera dos anos 30 serviu de referência às peças que aliam o estilo art déco com o design contemporâneo

Você pode nunca ter ouvido falar na Casa Juisi, mas, para os aficionados por moda, o espaço, no centro de São Paulo, é quase como um templo. Fundada em 2003, a Casa reúne um acervo com mais de 50 mil peças de diferentes décadas, desde o começo do século 19 até os dias atuais. Roupas de grandes estilistas internacionais e brasileiros, como Denner e Clodovil, e de artistas, como Sônia Braga, Rita Lee e Elke Maravilha, estão disponíveis para produções, styling e consultoria fashion. Foi esse universo que pautou a nova coleção da Tok&Stok, marcada pela riqueza de detalhes inspirados nas décadas 1920 e 30. Louças, bandejas, cadernetas, lençóis, almofadas, pufe e sofá fazem parte da linha que explora as formas geométricas de movimentos artísticos, como o cubismo, o futurismo e o expressionismo, em ilustrações de tons perolado, dourado, cinza, preto e branco.

“Enxergamos um enorme potencial criativo e inovador nessa parceria. Traduzimos essas referências em móveis e objetos de decoração que contam uma história e trazem um toque especial para a casa”, afirmou Maurício Ferro, gerente geral de marketing & comunicação da empresa. A curadoria é assinada pelos sócios do estabelecimento, Junior Guarnieri e Simone Pokropp, com idealização e design de superfície do Estúdio Oitavo e estampas do ilustrador Gabriel Azevedo, quemistura técnicas, como desenho manual de colagem e ilustração digital que passeia por diferentes estilos.