Ronald Sasson assina a coleção 2019 da fábrica gaúcha Tecline

De sofá a mesa lateral, a coleção 2019 da Tecline compôs ambientações na galeria Bolsa de Arte, em São Paulo.

Linhas atemporais, estofaria digna da tradição italiana, curvas nada óbvias e uma seleção primorosa de materiais: pedras exóticas, nogueira, couro e barras de latão. A coleção de mobília, objetos e luminárias lançada por Ronald Sasson pela Tecline, em São Paulo, demonstra a sintonia do diálogo que o designer conquistou com a fábrica de Bento Gonçalves, para quem projeta há sete anos, além de fazer a direção artística. “Eles eram focados em móveis de escritórios com itens cromados, mas, com a competitividade das peças importadas nesse segmento, decidiram investir em mobiliário high end”, contou ele na galeria Bolsa de Arte, onde as peças foram expostas, na semana passada, para lojistas e imprensa. “Não são muitos os novos produtos. Temos móveis de 2010 e 2011, com outra roupagem. Crio peças bem planejadas para que elas não saiam do catálogo.” Na entrevista a seguir, o designer paranaense, radicado em Gramado, comenta sobre processo criativo e fabril, escolhas de materiais e a influência das artes plásticas em seu trabalho.

Fotos: Marco Antonio.

Movimentos repetidos e volumes curvos marcam a nova poltrona Sense, a favorita de Ronald na coleção 2019.

A mesa lateral Row é uma das novidades da Tecline, desenhada por Ronald Sasson.

Pedras brasileiras, madeira, metal e couro são os materiais usados nesta coleção.

A mesa lateral Lebron emprega pedra brasileira no tampo e barra de latão na base.

De linhas delgadas, a cadeira Nieser ganhou nova roupagem.

Ronald Sasson: “O material costuma reger meu desenho”.