Selecionamos dez espaços da mostra para sugerir decorações pautadas na mistura de estilos. Inspire-se!

Em apenas 13 dias de exposição, de 25 de junho a 7 de julho, a 4ª edição da Modernos Eternos BH apresentou o jeito de decorar cheio de bossa e muito particular dos profissionais mineiros. Reconhecida pelas ambientações que misturam peças clássicas, vintage e contemporâneas, a mostra no antigo Clube dos Caçadores, em Mangabeiras, homenageou vários conterrâneos, dentre eles, o arquiteto Carlos Alexandre Dumont, o Carico, um dos nomes mais relevantes da arquitetura mineira, falecido em março. Vale contar também que São Paulo terá sua edição da Modernos Eternos em agosto, de 10 a 25, num incrível endereço: o Mosteiro de São Bento, no centro da cidade. 

Fotos: Gustavo Xavier

A designer de interiores Ana Lucia Rodarte prestou homenagem ao arquiteto Carlos Alexandre Dumont, conhecido como Carico, falecido em março deste ano. As peças de mobiliário foram as mesmas que o profissional mineiro escolheu em projetos para clientes e mostras de decoração, além de itens desenhados pelo próprio profissional, como o armário Giba e a chaise-longue Nilo. Na composição da ambientação, fotografias de Ana Lucia.

Fotos: Gustavo Xavier

A cadeira Katita, o aparador Bianca e a poltrona Moleca de Sergio Rodrigues ambientaram a suíte projetada pela arquiteta Caroline Horta. Com marcenaria cuidadosa e obras de artistas como Eduardo Recife, Marcos Coelho Benjamim, Iberê Camargo, José Bento e Cézar Brandão, o espaço propôs um layout diferente para os quartos de casal: com a escrivaninha atrás da cabeceira da cama.

Fotos: Gustavo Xavier

O estilo boho foi a inspiração para a sala de estar de Glaucia Britto. Móveis de design, como a poltrona Cité do francês Jean Prouvé, foram dispostos junto de peças de antiquário. O mix de estilos também se fez presente nas texturas, materiais e cores selecionados pela arquiteta mineira. 

Fotos: Gustavo Xavier

As decoradoras Juliana Boechat e Patrícia Nicácio, do escritório NB Projetos, responderam pela ambientação do terraço com vista para a capital mineira. Móveis soltos, paisagismo afinado e bela seleção de obras de arte tornaram o espaço com ares de casa. O artista plástico Amilcar de Castro ganhou homenagem das profissionais.

Fotos: Gustavo Xavier

Laranja foi o tom eleito pela designer de interiores Laura Rabe para o home office. A cor, presente nas paredes e nas cadeiras de trabalho, se contrapôs à estante dos irmãos Campana. Outra criação dos paulistas estava no estar: o buffet espelhado Scrigno, feito para a marca italiana Edra. Design assinado também nas cadeiras Heart Cone Chair, do dinamarquês Verner Panton, um dos mais influentes designers de móveis do século 20.

Veja também outros espaços inspiradores da mostra na galeria abaixo: 

Fotos: Gustavo Xavier