Galeristas fundam associação para fortalecer o setor

Donos de nove lojas de mobiliário moderno criaram em setembro uma associação, que pretende organizar o segmento.

Informações erradas divulgadas pelas redes sociais, dúvidas sobre as origens das peças, padronização de catalogação. Esses foram alguns dos motivos que fizeram nove donos de lojas paulistanas, especializadas em móveis do século XX, a se unirem para fundar, em setembro, a Associação Mobiliário e Design Moderno Brasileiro. Entrevistei Vivian Lobato, proprietária do Apartamento 61, com André Visockis, para saber sobre essa iniciativa.

 

Como surgiu a ideia de criar a associação?

Nós já falávamos disso há algum tempo, e toda vez que encontrávamos um ou outro galerista o assunto vinha à tona. Durante a feira Made, porém, a ideia tomou força entre os expositores e, em 11 de setembro, reunimos 12 empresários do segmento, na nossa galeria, para fundar a associação.

 

Qual a intenção de vocês?

Queremos fomentar o design brasileiro, propondo encontros, palestras e debates, trazendo conteúdo consistente ao público interessado nesse assunto. Quanto mais informação disseminada, menos erros de datas e autorias, que hoje são tão frequentes nas redes sociais. Além disso, poderemos nos ajudar com identificação de peças, dicas de fornecedores e a catalogação dos móveis de maneira unificada, possibilitando a criação de um selo e de um certificado de autenticidade comum.

 

Quais serão os próximos passos?

Vamos nos reunir com o Giancarlo Latorraca, um dos diretores do Museu da Casa Brasileira, para apresentar o projeto, traçar um panorama geral do segmento e propor debates na sede da instituição. O primeiro tema abordado deve ser a Introdução ao Móvel Moderno Brasileiro. Na próxima semana, o grupo se reunirá novamente, dessa vez para conhecer o colecionador Jayme Vargas, que aceitou nosso convite para assumir a presidência do conselho consultivo.

 

Que galeristas compõe esse grupo?

André e eu, do Apartamento 61; os meninos, da Verniz, o Sergio Campos, da Artemobilia; Pablo Casas, da Herança Cultural; Graça Bueno, da Passado Composto Século XX; Teo Vilela, da Teo; Beth Santos, da Legado Arte; Ricardo Varuzza, da Varuzza Antiquário; e Luiz Louro, da LL Galeria, eleito nosso presidente.