Listamos os produtos mais comentados pela imprensa internacional na IMM Colônia e na Maison&Objet Paris

As duas importantes feiras de design e decoração, encerradas nesta semana, deixaram claro: o artesanal conquistou seu espaço, o luxo deve ser contido e o art-déco nunca sai de moda. Estivemos de olhos grudados nos sites e nas redes sociais das principais marcas e da mídia especializada para eleger o que de relevante foi apresentado em Colônia (de 14 a 20), na Alemanha, e em Paris (de 18 a 22), na França.

Luz para emocionar

A alemã Pulpo estreou sua primeira série de luminárias, Vol 1, em ambas as feiras. As peças assinadas pelos designers Sebastian Herkner e Ferréol Babin realçam os materiais: vidro, cerâmica, metal e lava. A coleção contempla peças de mesa, piso e pendente. Fotos: Divulgação.

Mistura bem dosada

Desenho também do alemão Sebastian Herkner, o par de mesas laterais Echino, da italiana Zanotta, combina tampo de aço e pés de vidro soprado. Em quatro tons e dois tamanhos para serem colocadas lado a lado. Fotos: Divulgação.

Tecido ultratecnológico

O apelo ecológico da dinamarquesa Kvadrat’s levou a empresa a pesquisar por mais de três anos um fio de poliéster que resultou na linha Patio: resistente ao fogo, ao cloro, à água do mar, além de ter UV mais potente. Livre do tóxico fluorcarbono, o acabamento ainda repele a água, tem secagem rápida e toque suave, um diferencial importante diante dos concorrentes. Os fios em três cores se entrelaçam para compor diferentes texturas. Fotos: Dezeen/Reprodução.

Dupla básica

Primeira linha de área externa da escandinava Muuto, a série Linear Steel considera dois tamanhos de mesa e banco. O designer dinamarquês Thomas Bentzen assina o conjunto, feito de aço soldado com acabamento resistente ao tempo. Fotos: Divulgação.

Espírito inventivo

A empresa de Zaha Hadid continua atuante mesmo depois de sua morte em 2016. Na Maison&Objet, a coleção exaltou a inventividade da arquiteta no centro de mesa Cell e na bandeja Hew, que exibe perfurações precisas e sem distorções graças à tecnologia a laser, além de uma linha de itens de mármore. Fotos: Divulgação.

Geometria pura

A elegância do traço de Tom Dixon se fez presente na feira francesa com a linha Swirl: suportes para livros, vasos e castiçais. Blocos geométricos empilhados dão forma aos itens produzidos com resinas pigmentadas e resíduos reciclados da indústria do mármore. Fotos: Divulgação.

Recicláveis

Outro que não perdeu de vista a sustentabilidade foi o jovem designer espanhol Álvaro Catalán de Ocón que usou plástico reutilizado na série PET Lamp, cuja inspiração vem da Tailândia. Fotos: AD España/Reprodução.

Ode ao sagrado

Homenagem aos rituais da Índia, a coleção da nova marca Ikkis tem 21 peças feitas por artesãos indianos com técnicas e materiais únicos, como o terracota. Fotos: Maison&Objet/Reprodução.

Luxo sem ostentação

Bolhas de vidro e hastes de linhas puristas fazem da série Supernatural daydream, da Giopato & Coombes para Hi-Lite, um dos destaques na feira de Paris. Fotos: Reprodução/Instagram Giopato & Coombes.

Joia art-déco

As luminárias artesanais Pop-Up são criações da parisiense Marie-Lise Féry, designer à frente da Magic Circus Éditions, de sua propriedade. Fotos: Divulgação.

Formas congeladas

O minimalista Oki Sato, do estúdio japonês Nendo, desenhou móveis de vidro para a marca italiana WonderGlass. Batizada Melt (fundição em inglês), a coleção com mesas, cadeiras e bancos remete a esculturas de gelo irregulares e imperfeitas e explora a natureza líquida do material. Os produtos foram apresentados em uma exposição fora da IMM Colônia, no Hotel 25hours, e serviu como uma prévia para a próxima instalação da WonderGlass no Salão do Móvel de Milão em abril. De tão interessantes, valeu mostrar. Fotos: Akihiro Yoshida.