Empresa começa a oferecer o serviço no final deste mês

A iniciativa da rede lojas se restringe inicialmente a mobiliário corporativo, como mesas e cadeiras, na unidade da Suíça.   

A Ikea, fundada em 1943 na Suécia e considerada o maior varejista de decoração do mundo, está testando um modelo de leasing de mobília baseado em assinatura num esforço para aumentar a receita, atrair novos clientes e beneficiar o meio ambiente. O teste, dedicado inicialmente ao segmento corporativo, será lançado na Suíça com os clientes alugando móveis por um período de tempo pré-determinado. Após a locação, a empresa reformará os produtos para reutilizá-los, promovendo a economia circular e prolongando a vida útil dos produtos.

Nas lojas no Reino Unido, os compradores já podem devolver alguns tipos de móveis usados para revenda ou doação para instituições de caridade. Cada loja tem também áreas de reparo e reembalagem para que itens danificados em trânsito possam ser vendidos e não desperdiçados. No Japão desde o ano passado, os clientes conseguem dar móveis usados e recicláveis da Ikea como parte do pagamento para a a compra de novas peças na loja.

Na intenção de criar um negócio mais ecológico, a Ikea anunciou querer obter 100% de sua madeira e papel de fontes sustentáveis até 2020 e planeja ainda abandonar os combustíveis fósseis até 2030.

Sempre cheia de novidades, a Ikea lançou recentemente a coleção Delaktig com o designer britânico Tom Dixon com uma gama de sofás e camas.