Criação de Marcelo Rosenbaum e Fernanda Marques, a coleção de vasos Tumbira é uma das novidades do evento

Cris Rosenbaum, idealizadora da Feira na Rosenbaum, já tinha alugado um galpão em Pinheiros para abrigar a edição de venda de produtos para o Dia das Mães quando viu seus planos mudarem por causa da pandemia. Entre desistir do evento e levar adiante sua ideia, ela preferiu encarar o desafio e montou “Todas as Mães” no mesmo endereço, reunindo as criações de mais de 40 designers e artistas independentes de diferentes regiões do país. Sem a presença física do público, a ação ganha agora novo formato com uma série de Lives e postagens pelo Instagram (@feiranarosenbaum) para a comercialização durante o mês de maio. “Tentaremos manter o calor e a proximidade das conexões entre o pequeno produtor e o consumidor”, afirma Cris.

Fortalecer o design autoral, autônomo e de pequena escala é um dos objetivos da Feira na Rosenbaum, que nasceu em 2012 num espaço anexo ao escritório de design de Marcelo Rosenbaum, ex-marido de Cris. O evento se manteve em diferentes lugares guiado pelo olhar e bom gosto da curadora. Nesses cinco anos, artistas e designers independentes tiveram a oportunidade de mostrar seus trabalhos para além de seus ateliês – muitas vezes localizados em suas casas. “Acreditamos no futuro feito à mão e no consumo consciente e responsável. Valorizamos novos materiais e produtos de melhor qualidade e com apelo ambiental de forma a construir o futuro no qual desejamos viver”, diz Cris.

Nesta edição de “Todas as Mães”, patrocinada pelo Banco Bradesco, a seleção de produtos contempla móveis, utilitários, objetos decorativos, itens de beleza e bem-estar, vestuário e comidinhas. Os pedidos podem ser feitos também pelo WhatsApp (11-99871-0145). A cada compra feita, o valor de 10 reais será destinado à aquisição de cestas básicas e de legumes, kits de higiene e vale gás para as famílias da periferia da Zona Sul da capital paulista, em união com a Agência Popular Solano Trindade. Os itens serão adquiridos nos mercados da região, a fim de fortalecer a economia local e contribuir para manter o emprego de mais de 60 funcionários dos estabelecimentos. Em um mês, a agência pode fornecer cestas para 133 famílias, impactando cerca de mil pessoas.

Vale conferir também a programação de Lives com pautas de economia criativa, sustentabilidade, ações sociais e bem-estar. No dia 1º de maio, Cris Rosenbaum recebe a mim para um bate-papo sobre a feira. No dia 2, às 11h, Marcelo Rosenbaum fala de design como ferramenta de transformação social. No domingo, 3 de maio, a jornalista Zizi Carderari mostra como montar uma mesa afetiva. E para encerrar, na segunda-feira é a vez de Fabi Zanin e Livia Salomani debaterem o tema: para haver mudanças é preciso transformação. Todas as conversas acontecem a partir das 11 horas.

A coleção Tumbira faz parte do Projeto Amazonas Sustentável, realizado pela FAS (Fundação Amazonas Sustentável), com apoio do Instituto A Gente Transforma, em parceria com a Petrobras. Composta por vasos esculpidos em torno, a linha emprega madeira proveniente de manejo sustentável. Os itens foram criados por Marcelo Rosenbaum e Fernanda Marques, em colaboração com Manoel Garrido, da comunidade Tumbira, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Rio Negro (AM).
O artesão transformou a oficina que já pertenceu ao pai – um conhecido construtor de barcos da região – numa marcenaria, com direito a torno único  feito com motor de caminhão, uma invenção do próprio Manoel. Nessa oficina, de onde já saíram barcos que navegaram toda a Amazônia, nasceram os vasos. Foi Marcelo que convidou a arquiteta Fernanda Marques para conhecer Tumbira e colaborar no desenvolvimento das peças. Como parte do Projeto Amazonas Sustentável, o lucro gerado pela venda dos objetos retorna para o local, representando uma nova e importante fonte de renda para a comunidade.