Peças fazem parte da mostra “Ditos pelo Espedito”, que promove o encontro da arte popular com o design moderno e contemporâneo

Considerado o principal mestre artesão do couro no país, o cearense Espedito Seleiro, 79 anos, deu novos ares a poltronas emblemáticas da história do design, como a Butterfly (1938), a FDC1 (1939), de Flávio de Carvalho, a Paulistano (1957), de Paulo Mendes da Rocha, e a Xibô (2013), de Sergio Rodrigues. Esses e outros móveis de designers contemporâneos compõem “Ditos pelo Espedito”, mostra idealizada pelo empresário Luiz Fernando Dantas em comemoração aos 30 anos da Terrasse, loja de sua propriedade, em Teresina, Piauí.

Apaixonado por arte popular e curador de uma exposição em 2012 que reuniu obras de diversos mestres brasileiros, Dantas aproximou-se de Seleiro nessa ocasião. Durante uma de suas visitas a Nova Olinda, cidade onde o artesão vive, pediu ao mestre que revestisse com uma nova capa sua poltrona Butterfly, ícone do design internacional. Foi aí que surgiu a ideia para a coleção de design assinado “vestida” com os estofados coloridos de couro feitos artesanalmente pelo cearense. Em 2015, Seleiro também despertou a atenção do mercado de móveis ao estabelecer parceria com Fernando e Humberto Campana na linha Cangaço.

Compõem a atual coleção, além das peças dos designer modernos já citados: a cadeira Ada, do estudiobola; a chaise Paso Doble de Sergio e Jack Fahrer; as poltronas Caymmi, de Ronald Sasson, Dina, de Fernando Mendes, e Gisele, de Aristeu Pires; a mesa Forma e os espelhos Circular e Bode, desenhados por Luiz Fernando Dantas. A poltrona Rei e três bancos de Seleiro também estarão na mostra.

A inauguração acontece na próxima quinta-feira (9 de maio), na Terrasse, com a presença do artista popular e dos designers Aristeu Pires e Ronald Sasson. No dia seguinte (10), os três se reúnem com Dantas para um bate-papo, restrito a convidados, sobre a coleção.

Quinze peças de design moderno (acima) e contemporâneo compõem a mostra que terá também móveis produzidos por Espedito Seleiro, como a poltrona Rei.

Fotos: Darci Bastos. Fotos da poltrona FCD1 e poltrona Paulistano: Darci Bastos / com autorização da Objekto.