Três brasileiros venceram, na categoria mobiliário, o Good Design Awards 2019, do Chicago Athenaeum: Museum of Architecture and Design, um dos principais prêmios internacionais da área. O catarinense Jader Almeida teve dois produtos da Sollos selecionados, a cadeira Ella e a mesa de jantar Aris, assim como o curitibano Ronald Sasson, com o banco Serpa e a poltrona Dunna. O carioca Zanini de Zanine se destacou com a poltrona Lagoa, para a empresa italiana Tacchini. Já o arquiteto Gui Matos teve sua torneira Giro, desenvolvida para a Docol, premiada na categoria acessórios para banheiros.

O gaúcho Hugo França comemora a venda de seu banco Tafui no recente leilão da Sotheby´s. A peça de grande dimensão e produzida de resíduos de pequi vinagreiro foi arrematado por US$ 43.750, valor quase três vezes acima do lance inicial de US$ 15 mil. Vale lembrar que o designer continua com a exposição Aplomb – encontro entre Hugo França e Tom Fecht, até 31 de janeiro na galeria Bolsa de Arte, na Vila Madalena, em São Paulo.

Neste sábado, acontece mais uma feira de edição natalina no Museu da Casa Brasileira: a Jabuticaba, com itens de pequenos produtores selecionados para o universo da casa, da moda e da gastronomia. No jardim do museu paulistano, das 10h às 20h.

A edição de janeiro da Maison&Objet, que comemora 25 anos da feira, escolheu um grupo de seis parisienses como designers em ascensão. São eles: Adrien Garcia, Julie Richoz, Laureline Galliot, Mathieu Peyroulet Ghilini, Natacha & Sacha e Wendy AndreuO designer do ano, porém, será o Michael Anastassiades, nascido na ilha de Chipre e baseado em Londres.

Westwing desvenda o universo de criação de Adriana Barra ao lançar uma linha exclusiva para a casa. A estilista e designer desenvolveu três temas de estampas, marcada pela presença de elementos místicos, botânicos, e de influências da cultura gipsy.