Eles continuam fechados por causa da pandemia, mas permitem passeios virtuais graças a recursos do Google Maps

Se existe algo que tem feito a diferença nesse isolamento social é a tecnologia e as possibilidades que ela nos proporciona. Muitos museus e centros culturais pelo mundo liberaram acesso a seus acervos virtualmente e assim ficou fácil passear por essas instituições sem sair de casa. Selecionamos sete desses espaços em sete capitais brasileiras para que você possa conhecê-los ou relembrá-los, usando a ferramenta do Google Street View.

Pinacoteca, em São Paulo

Museu mais antigo da capital paulista, a Pinacoteca contempla dois centros culturais: a Pina Luz, no edifício inaugurado em 1905 que, na década de 1990, passou por uma reforma comandada por Paulo Mendes da Rocha; e a Pina Estação, aberta em 2004 no prédio no qual funcionava originalmente armazéns e escritórios da Estrada de Ferro Sorocabana.

O acervo do museu tem ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade e reúne mais de 11 mil peças, com trabalhos de importantes artistas como Tarsila do Amaral, Candido Portinari e Anita Malfatti. A próxima exposição agendada é “OSGEMEOS: Segredos”, primeira mostra panorâmica dos irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo, com mais de 650 trabalhos da dupla.

Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro

No complexo arquitetônico Fortaleza de Santiago, construído pelos portugueses em 1603, este é o mais importante museu de história do país, com cerca de 258 mil itens, entre objetos, documentos e livros. Por sua localização estratégica – a construção é banhada pela Baía de Guanabara – foi uma área militar até 1908. O museu, inaugurado em 1922, ocupa mais de 9 mil m², entre galerias de exposições, área aberta e biblioteca. Em 2016, o Google Street View capturou imagens do edifício e do acervo.

Casa do Baile, em Belo Horizonte

Parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, encomendado pelo então prefeito da capital mineira Juscelino Kubitschek ao mestre Oscar Niemeyer, a Casa do Baile teve a colaboração do engenheiro Joaquim Cardozo em sua concepção. Roberto Burle Marx assinou o paisagismo. O espaço, que conta com painéis de Candido Portinari, recebeu, com os outros edifícios do conjunto, título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Teatro Amazonas, em Manaus

Principal símbolo arquitetônico e cultural do estado, o Teatro Amazonas foi inaugurado em dezembro de 1896. Tombado pelo patrimônio histórico 70 anos depois, a construção mantém os aspectos renascentistas e é palco de importantes espetáculos. No teto côncavo do salão principal, com capacidade para 701 pessoas, há quatro telas pintadas em Paris pela tradicional Casa Carpezot, representando música, dança, tragédia e ópera. O pano de boca do teatro é outra raridade, tendo sido confeccionado pelo artista brasileiro Crispim do Amaral e descreve o encontro entre os Rios Negro e Solimões. Em 2015, foi indicado ao Patrimônio da Humanidade, pela ONU-UNESCO.

Oficina Brennand, em Recife

Este centro ocupa as ruínas da Cerâmica São João da Várzea, olaria do início do século XX. Idealizada por Francisco Brennand (1927-2019), em 1971, mistura arte e arquitetura no terreno cercado por remanescentes da Mata Atlântica. São aproximadamente 2 mil obras expostas do renomado artista pernambucano, entre esculturas, murais, pinturas e objetos cerâmicos.

Museu de Arte Moderna, em Salvador

Conjunto arquitetônico do século 17 restaurado por Lina Bo Bardi no início dos anos 1960, o Solar do Unhão abriga o Museu de Arte Moderna da Bahia desde 1966. Com espaço de exposições, restaurante, capela e banhado pela Baía de Todos os Santos, possui uma vista deslumbrante do pôr do sol soteropolitano.

Fundação Iberê Camargo, em Porto Alegre

Inaugurada em 1995 com a missão de preservar e divulgar a obra de Iberê Camargo, pintor e gravurista brasileiro falecido em 1994. A atual sede leva a assinatura do português Álvaro Siza e abriga, além do acervo original, centro de documentação e pesquisa, ateliês, auditório, loja e cafeteria. Em 2017, o Google Street View capturou imagens internas da construção.