Selecionamos nossos favoritos com boas ideias de decoração

São ao todo 33 ambientes, de lofts a espaços funcionais como café e restaurante, na mostra baiana, inaugurada em 22 de outubro e aberta ao público até 8 de dezembro. A Casa Cor este ano ocupa este três lugares: duas mansões no bairro Horto Florestal e uma área do Salvador Shopping, onde a Casa de Vidro, assinada pelo arquiteto Wesley Lemos, está aberta à visitação com acesso gratuito até 30 de novembro. Abaixo, elencamos quatro ambientes que se destacam pela personalidade, escolha acertada das peças e boas soluções de decoração:

Fotos: Gabriela Daltro e Pedro Ariel Santana

Na Casa 245, de Lais Galvão, integração e simplicidade são palavras de ordem. A inspiração vem dos mestres Oscar Niemeyer e Lina Bo Bardi, traduzida na divisão dos espaços, planejada para tornar o dia a dia mais prático. Na arquitetura, um grande painel de concreto e madeira une a sala de jantar e o quarto. Azulejos de traços modernistas se repetem em diferentes áreas, garantindo harmonia visual. O banheiro, que lembra um spa, traz seixos no piso do boxe, do sanitário e sobre a bancada de concreto com cuba. Generosas aberturas revelam o jardim, que emoldura todo a área. Entre os designers selecionados, estão nomes de peso: Philippe Starck (mesa Big Will), Alexander Girard (Wooden Dolls), Verner Panton (poltrona Amoebe), Genaro de Carvalho (tapeçaria ao lado da poltrona de Três Pés de Lina Bo Bardi), Jader Almeida (luminária Memory), estudiobola (cadeiras Xico) e Arthur Casas (abajur ao lado da cama). Destaque para o simpático arranjo de vasos de diferentes tamanhos da ceramista Mírcia Verena.

Fotos: Adalberto Vilela, Marcelo Negromonte e Pedro Ariel Santana

Memórias, obras de arte de artistas internacionais e regionais, artesanato e peças de design se misturam harmoniosamente no Loft do Colecionador, na estreia dos jovens do TRPC Arquitetos na mostra baiana. No estar, a cadeira Frei Egídio, de Lina Bo Bardi, Marcelo Suzuki e Marcelo Ferraz, atua como mesa de apoio ao lado do sofá. Móveis contemporâneos se mesclam com antiguidades, como é o caso da cadeira de canto do século 18, posicionada em frente da estante com livros. A luminária Grump é de Jader Almeida. A surpresa fica por conta da seleção de obras de arte, que sobem até o teto, e da sobreposição dos tapetes orientais.

Fotos: Gabriela Daltro e Pedro Ariel Santana

Tatiana Campos Melo procurou criar um verdadeiro refúgio na sua participação na mostra baiana. O objetivo da arquiteta foi trazer elementos naturais, como a areia inserida de forma criativa abaixo do piso de vidro de 10 milímetros, que atua como revestimento e traz uma atmosfera praiana. No estar, o sofá modular e as mesas de centro Z, do estudiobola, fazem parceria com os modelos de apoio Cigg, de Jader Almeida. Ambientam ainda o espaço: o banco e a cadeira Wiggle, de Frank O. Gehry, e a poltrona Cité, de Jean Prouvé. Entre as obras de arte, chama a atenção a fotografia de um leão, assinada por Christian Cravo.

Fotos: Marcelo Negromonte

Idealizado para uma família, o Home Theater, de Marlon Gama, integra sala de TV, espaço para jogos e bar, pensando na interação entre os moradores. Tecidos estampados revestem as paredes, garantindo conforto acústico e personalidade à decoração. A coleção de obras de arte traz contemporâneos como Ascânio, Artur Lescher, Vik Muniz, Fabi Aleixo, além dos modernistas Caribé e Floriano Teixeira. Entre as peças de design, há as de Sergio Rodrigues (poltrona Benjamin), Ricardo Fasanello (poltrona Esfera) e Filipe Ramos (banco ++).

Abaixo, a Casa de Vidro, de Wesley Lemos, aberta para visitação no Salvador Shopping.

Fotos: Divulgação