Jardim Botânico, no Bronx, reproduz paisagismo do brasileiro e exibe também sua arte

Fotos: Divulgação NYBG

Nova York se rende a um de nossos maiores talentos da arquitetura moderna: Burle Marx (1909-1994), que ocupa o mesmo panteão dos renomados Lucio Costa e Oscar Niemeyer. No amplo terreno no Bronx, oitenta espécies de plantas tropicais se espalham em jardins inspirados na obra do paisagista, na maior exposição planejada pelo Jardim Botânico daquela cidade para homenagear um artista. A mostra “Brazilian Modern: The Living Art of Roberto Burle Marx” conta ainda com pinturas, desenhos e os projetos urbanísticos do paulista apaixonado pelo Rio de Janeiro, cidade onde viveu por longo período.

Marx foi o responsável pela urbanização do Aterro do Flamengo, autor do calçadão de Copacabana, entre outras realizações no Brasil e no exterior. A exposição, que levou três anos para ser concretizada, permite usufruir a paisagem com espécies nativas brasileiras, caminhos curvos e muitas cores. Natureza, arte, música e dança do nosso país estarão em destaque na Big Apple até 29 de setembro.