Depois de lançar relógios de pulso com a H. Stern, arquiteto desenha brincos, anéis e pulseiras para o studio objeto

Com brincos e pulseiras de ouro ou prata, a linha Amorfa se inspira nas mesas de mesmo nome desenhadas por Arthur Casas.

O arquiteto Arthur Casas encerrará 2018 com um saldo para lá de positivo. Recentemente ganhou mais um prêmio pela SysHaus, projeto apresentado este ano na CASACOR São Paulo, que trouxe em seus 200 m² um inovador sistema construtivo de alta qualidade técnica e estética. A casa recebeu em novembro o Best of Design Awards da revista Dwell na categoria Casas Pré-fabricadas, depois de já ter conquistado o The Architecture MasterPrize na categoria Arquitetura Verde. O arquiteto viu também o empreendimento Ícaro, projetado por ele em Curitiba, receber, pela primeira vez no Brasil, o selo Green Building de sustentabilidade em etapa de projeto.

Pois além do tempo dedicado à arquitetura – Arthur tem assinado diversos prédios residenciais em São Paulo e recentemente finalizou a loja de vinhos Mistral no Shopping Iguatemi –, o paulista se destaca ainda no segmento do design, no qual lançou duas coleções nesse segundo semestre: relógios de pulso para a H.Stern e brincos, anéis e pulseiras para o Studio Objeto, marca coordenada por sua mulher, a arquiteta Ligia Costa. Em entrevista por telefone, Ligia nos contou sobre a novidade.

O que é o Studio Objeto?

Desde que eu voltei ao escritório depois de passar alguns anos trabalhando em revista, comecei a pesquisar os desenhos de peças criadas pelo Arthur. Eram desenhos antigos, alguns feitos para uma empresa belga, mas que nunca chegaram a ser produzidos. Pesquisei fornecedores que pudessem executar os itens e o primeiro deles a sair do papel foram as xícaras de cerâmica. Depois vieram os abajures também com bases de cerâmica. Foi assim que iniciamos a marca.

E como surgiu a linha de joias femininas?

Eu fui procurada por um fabricante de joias numa palestra realizada pelo Arthur. Ele havia desenvolvido anos antes uma coleção para o Alexandre Herchcovitch da qual gostei bastante. Iniciamos uma negociação e Arthur desenhou os itens inspirados nas mesas de jantar e centro Amorfa.

Como essas peças serão comercializadas?

A ideia é vender online no site do Studio Objeto, que começa a funcionar em fevereiro, mas já estamos aceitando encomendas pelo Instagram: @studioobjeto.

Não haverá um lançamento oficial?

Decidimos que não, pois o Arthur desenhou uma linha de relógios de pulso para H. Stern, lançada em outubro, e não quisemos confundir o público. Os relógios já haviam sido criados em 2016, mas só agora chegaram às lojas da rede.

Vocês querem expandir a coleção?

Sim, mas com critério. Todas as peças são difíceis de executar. A produção é artesanal e feita no Brasil, mas alguns elementos vieram de fora, como o soquete dos abajures que são da Itália. Em 2019, pretendemos investir numa linha de objetos de vidro.

Você interfere nos desenhos?

Sou a famosa palpiteira (risos). Arthur desenha no fim de semana na praia, é difícil ele criar no escritório. Conversamos muito e trocamos ideias, minhas interferências se restringem às peças de design.

Fotos: Divulgação.

Ouro, prata, onix, cristal, diamantes e madre-pérola se combinam na linha de joias femininas criadas pelo arquiteto Arthur Casas para o Studio Objeto.

A luminária Sinatra faz parte da coleção do Studio Objeto. 

Xícaras Amorfas, do Studio Objeto, feitas de cerâmica.

Os relógios criados para H.Stern foram lançados em outubro deste ano.

Imagens da loja Mistral, inaugurada recentemente no Shopping Iguatemi.

Projeto da CASACOR São Paulo 2018, a SysHaus ganhou dois importantes prêmios internacionais.