Veja quatro edifícios assinados que surpreendem pelo desenho de suas fachadas

Em Goiânia, Arthur Casas lançou projeto imobiliário com apartamentos de 330 m², cujas varandas comportam jardim e piscina exclusivos. Em São Paulo, o trio do FGMF se inspirou num jogo de blocos para conceber o Tetrys (foto acima), com 67 unidades. Em Israel, o designer Ron Arad pôs de “ponta-cabeça” um prédio comercial. Mostramos ainda o mais recente edifício do escritório internacional OMA em Nova York. Em comum, eles apresentam assinaturas estreladas e incríveis formatos.

Fotos: Divulgação.

Após encerrar o último ano com uma coleção de joias femininas, o arquiteto paulista Arthur Casas lançou, em maio, mais uma empreitada: o Epic City Home, um prédio de alto padrão, em Goiânia. O empreendimento da City Soluções Urbanas, em parceria com a OM Incorporadora, pretende movimentar o mercado imobiliário da cidade, com apartamentos que vão de 330 m² até uma cobertura dúplex de 1 360 m². As unidades habitacionais foram intercaladas na planta, criando uma fachada com diferentes volumes. Nas maiores, de 730 m² a 880 m², as varandas contam com piscina e jardim. Guarda-corpos de vidro garantem um desenho limpo e a integração do interior com o exterior. O terreno com aproximadamente 3 mil m² abrigou até 23 de junho, a Casa Cor Goiás, evento no qual o empreendimento foi oficialmente apresentado ao mercado.

Fotos: Pedro Mascaro.

O projeto do Edifício Tetrys, do escritório paulistano FGMF Arquitetos, teve início em 2013 e foi concluído no primeiro semestre deste ano. O nome do prédio faz jus à fachada: os 67 apartamentos são compostos por diferentes tipologias, lembrando o jogo lançado nos anos 1980 em que era preciso encaixar blocos de formatos e tamanhos diversos. Localizado na Pompeia, zona oeste de São Paulo, possui unidades com ou sem varanda, simples ou dúplex e residências na cobertura com generosos terraços. No térreo, a integração do interno com o externo passa a ideia de que a construção faz parte do contexto urbano.

Fotos: Fernando Alda / Reprodução / Designboom.

O israelense Ron Arad completou neste ano, em parceria com o arquiteto Avner Yashar, o edifício comercial ToHa, no centro de Tel Aviv. O prédio de design arrojado – a impressão é de que ele foi construído invertido – ganhou duas torres em uma área de 200 mil m². No térreo, uma praça pública incentiva a interação com a comunidade. Nos escritórios, o posicionamento das janelas proporciona luz natural para todas as áreas.

Fotos: Iwan Baan e Laurian Ghinitoiu / Reprodução / Dezeen.

O escritório internacional OMA inaugurou no início de 2019 seu primeiro prédio construído em Nova York. O edifício residencial de 11 andares exibe arquitetura que contrasta com as de outros ao seu redor, datados dos anos 1930. Na esquina, as janelas ganham formatos irregulares que lembram triângulos. Com 134 unidades, de estúdios a apartamentos com cinco quartos, o complexo conta ainda com uma área para lojas. A fim de acomodar todas as demandas, foram criadas três diferentes entradas.

Leia também