Espelhados, três edifícios na Europa valorizam o entorno e surpreendem pela integração com a natureza

Poderia ser ilusão de ótica, mas não é. Seja na Grécia, na Itália ou na Suíça, os projetos selecionados usam espelhos nas fachadas e praticamente se misturam ao verde dos campos e ao azul do céu de onde estão inseridos, tornando-se invisíveis ao primeiro olhar.

Fotos: Reprodução / Designboom 

Entre as parreiras de uma vinícola da ilha de Santorini, na Grécia, ergueu-se a residência projetada pelo escritório de arquitetura Kapsimalis. A construção, revestida com espelhos, reflete a bela paisagem do entorno. Em vista aérea, pode-se notar que os pés de videiras retirados do terreno durante a obra foram parar no terraço. O revestimento de paredes e piso imita o tom do solo da região.

Fotos: Yves André

Em Nêuchatel, na Suíça, a fábrica de relógios da marca Jaquet-Droz reflete os campos do terreno e as nuvens. Projetado pelo escritório suíço Atelier Oï, o edifício de 1,8 mil m² foi pensado mais como uma escultura do que um projeto arquitetônico. No interior, as mesas de trabalho têm vista para o jardim que circunda a construção.

Fotos: Oskar Da Riz

No norte da Itália, nos arredores de Bolzano, duas casas foram projetadas pelo arquiteto italiano Peter Pichler. Se de um lado a fachada reflete a paisagem, do outro, lâminas de vidro integram interior e exterior. Um recorte na lateral faz essa transição. A área visível a quem está do lado de fora abriga sala e cozinha, enquanto quarto e banheiro ficam isolados para manter a privacidade. Claraboias garantem iluminação natural a esses cômodos.

Leia também