A curadora paulista traça um panorama sobre esse universo e conta de suas viagens e exposições para a divulgação do design e do artesanato brasileiros

Como parte do programa Paulista Cultural, a jornalista, curadora e crítica de design Adélia Borges sobe ao palco da Japan House São Paulo, em 28 de abril, às 10h, para falar como o design contemporâneo japonês bebe nas mais antigas tradições do país para extrair delas a inovação.

Adélia ficou dois meses no Japão sob a orientação de um dos mais respeitados designers japoneses, Kenji Ekuan (1929-2015), o criador das garrafinhas de shoyu, que teve fundamental participação no reerguimento da economia japonesa no pós-guerra. A curadora tem percorrido diversos países ao longo de sua trajetória, fazendo pesquisas, exposições, palestras e participando de júris internacionais. Num deles, aliás, tornou-se amiga do italiano Achille Castiglioni, ícone do design mundial. Autora de diversas publicações, ela terá agora seu livro Design + Artesanato: o caminho brasileiro lançado em versão digital pela editora Terceiro Nome, assim como o documentário “Designers do Brasil” divulgado pela plataforma Tamanduá. Na entrevista à Olhares.News, ela fala sobre esses e outros assuntos. Ouça o podcast.

Adélia conheceu o designer Achille Castiglioni, na Itália, quando participou de um júri internacional nos anos 1980. Na foto seguinte, ela aparece com o grupo de jurados – o homem de casaco mais claro é Kenji Ekuan, criador da garrafinha de shoyu. Ele foi orientador da curadora no Japão.

 

Leia também