Distribuição de cestas básicas e montagem de espaços de descompressão em hospitais estão entre as boas iniciativas

O desejo de ajudar motivou a arquiteta carioca Paloma Yamagata a procurar profissionais amigos para formatar uma campanha nacional com a finalidade de angariar cestas básicas aos mais necessitados. Vivendo a menos de um quilômetro da Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, e incomodada com o fato de estar em casa sem poder agir, Paloma recorreu a sua agenda de contatos para reunir membros de diferentes estados. O grupo se mobiliza agora nas redes sociais, sob a hashtag juntossomosmaisarq, para realizar um leilão com peças doadas por empresas parceiras. A intenção é converter a renda em doações de 250 mil cestas básicas para 125 mil famílias do país. Veja essa e outras iniciativas do bem e saiba como ajudar.

Arquitetos unidos pela mesma causa

Divulgação

“Atravessamos um momento único em nossa história e, nessa hora tão difícil, senti a necessidade de reunir as pessoas para fazer algo em prol do próximo”, contou Paloma Yamagata. Depois de alguns dias de reuniões virtuais e telefonemas, ela viu sua ideia ganhar corpo com o envolvimento de profissionais de arquitetura, design e decoração de diferentes regiões, como o goiano Leo Romano, o pernambucano Romero Duarte, a catarinense Juliana Pippi, o mineiro Junior Piacesi, o sergipano Wesley Lemos, entre outros. “Procuramos nossos fornecedores para que doassem objetos, móveis e obras de arte escolhidos por nós”, conta. O leilão solidário, marcado para os dias 24, 25 e 26 de abril, será feito com lances no Instagram por meio da conta @juntossomosmais.arq. O Fundo Transforma Brasil, plataforma nacional de voluntariado e engajamento cívico, receberá o dinheiro referente aos pagamentos das peças e se encarregará de distribuir as cestas por dois meses. A meta é atingir 12,5 milhões de reais para a compra de 250 mil cestas básicas nos meses de abril e maio. A auditoria está a cargo da Ernst & Young. As empresas que quiserem fazer doações de itens podem fazê-lo até 15 de abril por intermédio do link: https://forms.gle/meftmi7jDAYtLCSa6.

CASACOR Solidária

Divulgação

A mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo, em parceria com a marca de tapetes By Kamy, iniciou nesta semana uma campanha de coleta de doações de na al. Gabriel Monteiro da Silva, 1350, em São Paulo. Entre os produtos a serem doados, estão: alimentos não perecíveis, itens de higiene e limpeza, vestimentas e roupas de cama, mesa e banho. Todos serão entregues para instituições como o Hospital das Clínicas, União SP, Arsenal da Esperança, no Glicério, e Parque Fazendinha, na Favela de Paraisópolis. Além disso, serão disponibilizados links no site da Casa Cor com organizações não governamentais para a contribuição online, criando uma rede de atitudes positivas e efetivas por todo o país.

Arquitetos projetam áreas de descompressão

Clovis de Souza Prates

O coletivo Arquitetos Voluntários, de Porto Alegre, entregou nesta semana (6 de abril) um espaço de 370m² para o Hospital de Clinicas. O andar térreo do novo edifício foi dividido em setores, contando com dormitórios, salas de descompressão, vestiários e copa. Toda essa área seguiu normas hospitalares e do design disruptivo, com poltronas, pufes e pinceladas de cores quentes para oferecer ambientes motivadores. “Os hospitais não têm tempo para pensar nessas ações, por isso, criamos salas para que as equipes descansem e diminuam o estresse entre as jornadas de trabalho”, afirma Daniela Giffoni, idealizadora do coletivo.

O grupo quer ainda construir espaços como esse em hospitais da capital gaúcha e região metropolitana que estejam trabalhando no combate ao Covid-19. “Uma de nossas dificuldades está sendo conseguir novos apoiadores, para não sobrecarregar apenas uma marca”, diz Daniela. A fim de resolver a questão, foi criada uma vaquinha para arrecadar recursos que serão revertidos em produtos. As doações podem ser feitas no site http://vaka.me/960758

Mobiliário para o hospital de campanha

José Cordeiro

A Breton, assim como a LG, está entre as empresas que colaboram com os hospitais de campanha da cidade de São Paulo. A marca de mobiliário emprestou mais de cem peças de seu acervo para a área de descompressão destinada a médicos, enfermeiros e equipe administrativa das unidades erguidas no Centro de Exposições do Anhembi e no Estádio do Pacaembu. Já a LG doará equipamentos eletrônicos,  como notebooks e smartphones, para facilitar os procedimentos médicos nessas unidades e o contato entre pacientes e os agentes de saúde.